14/03/2021 às 17h02min - Atualizada em 17/03/2021 às 00h00min

Unip traz live sobre Violência Psicológica

SALA DA NOTÍCIA Roberta Abrahao
Divulgação Unip

Quando uma pessoa, com frequência, constrange, ameaça, chantageia, humilha a outra, a ponto de intimidá-la, de levá-la à profunda tristeza, ao isolamento, à falta de apetite e vontade de viver, causando-lhe danos psicológicos, está caracterizada a Violência Psicológica.

Isso vale para qualquer gênero. Mas um caso emblemático e que foi, inclusive, repercutido internacionalmente, remete à uma mulher que, como tantas outras, sentiu a violência literalmente na pele:  Maria da Penha Maia Fernandes mal sabia que ao se casar estava indo ao encontro de uma cadeira de rodas.

Maria da Penha sofreu por muito tempo de agressões físicas e psicológicas protagonizadas por seu marido: um dia, enquanto dormia, levou um tiro nas costas que a deixou paraplégica. Retornando do hospital, quatro meses depois, quase foi eletrocutada no banho. E foi aí que ela deu um basta. Corajosamente, foi à luta por seus direitos, abrindo frente à outras mulheres, e conseguiu que fosse criada uma lei específica para quem sofre de violência doméstica: a Lei Maria da Penha (N.º 11.340).


A violência doméstica compõe-se de cinco tenebrosos pilares: violência física, sexual, moral, patrimonial e psicológica. Para falar em maior profundidade e especificamente sobre um desses pilares, as redes sociais oficiais da Unip realizam, no próximo dia 16, às 15h, a live ”Violência Psicológica - agressão invisível”.

Com mediação da jornalista Silvia Vinhas, a temática será apresentada pela psicóloga e professora da Pós-Graduação da UNIP nos cursos de Psicologia Organizacional, MBA em Psicologia Positiva e a Inteligência Emocional, Flávia Vasconcelos.

A docente e especialista falará, entre outros, que a violência psicológica pode acontecer em relacionamentos amorosos, na família, com amigos e nas relações profissionais, e tem como objetivo causar sofrimento a uma das partes envolvidas.

Uma crítica hoje, outra, amanhã, acusações, xingamentos, calúnias, ofensas, desprezos, controle excessivo fazem com que a vítima perca o equilíbrio emocional e sofra danos psicológicos. É uma trama de malefícios que traz perda da alegria, capacidade de sentir prazer, vontade de chorar, medo, muito medo, desinteresse por tudo, dependência por álcool e/ou drogas, problemas alimentares e até dermatológicos.

Se ao ler este texto, o leitor ficou curioso ou se identificou ou conhece alguém que passa por isso, um aviso: há solução. Ninguém precisa sofrer sozinho. Procure ajuda! Comece por assistir à live, atente-se ao que a psicóloga tem a dizer. O dia seguinte poderá ser melhor.

Não perca. Acesse:
https://www.youtube.com/user/UNIPOficial
https://www.linkedin.com/school/unip/
https://www.facebook.com/UNIPoficial
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp