19/03/2021 às 10h06min - Atualizada em 19/03/2021 às 10h06min

Covid-19: 375 pessoas aguardam por leito de UTI em Goiás

Enfermarias também têm lista de espera

A Redação
Divulgação
Hospitais em Goiás têm lista de espera para alocação de pacientes com covid-19 em unidades de terapia intensiva (UTI) e enfermarias. Na manhã desta quinta-feira, de acordo com dados do Complexo Regulador Estadual de Goiás, havia 375 pedidos para internação em UTIs e 250 para leitos de enfermaria.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), o critério de gravidade é o utilizado para definir qual paciente será direcionado para internação. Ainda assim, o órgão ressalta que nenhuma das pessoas nas listas de espera estão sem atendimento. "Recebem assistência em leitos que não são exclusivos para coronavírus nas unidades de origem do pedido até que sejam transferidas para hospitais dedicados aos casos confirmados de covid-19", informa a secretaria em nota. 

Goiás contabiliza mais de 10 mil mortos e taxa de ocupação de leitos destinados a pacientes com covid-19 constantemente acima de 90% - chegando a superar 100% em alguns dias. Mais do que as preocupações que acompanham a pandemia desde o seu início, em março do ano passado, no momento, a possibilidade de que as pessoas precisem e não tenham acesso a um leito de unidade de terapia intensiva (UTI) está entre os maiores medos de quem é diagnosticado com a doença.
 
Na quarta-feira (17/3), a notícia da morte do ex-governador de Goiás Helenês Cândido, dentro de uma ambulância, no trajeto entre Santa Helena de Goiás, onde estava internado, mas não havia leito de UTI disponível, para Caldas Novas, para onde estava sendo transferido, intensificou esse temor. De acordo com pessoas ligadas ao ex-governador, a espera pela UTI durou três dias.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp