01/07/2021 às 15h54min - Atualizada em 01/07/2021 às 15h54min

Catalão lidera com um registro de aplicação de 96,76% das doses já recebidas

Lote com mais 163,6 mil vacinas contra a covid-19 chega a Goiás

A Redação
ANDRÉ SADDI
 
Já estão em Goiás mais dois carregamentos com 163.690 vacinas contra a covid-19. A primeira parte do lote chegou na noite de quarta-feira (30/6), com 126.250 doses do imunizante da AstraZeneca. Na madrugada desta quinta-feira (1º/7), foram outras 37.440 unidades da Pfizer.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) deve iniciar a distribuição aos municípios após conferência técnica da carga. 
 
Atualmente mais de 2,2 milhões de imunizantes já foram aplicados em Goiás, segundo a SES. Ranking do Ministério da Saúde aponta que Goiás é o décimo do país em número total de doses aplicadas. “Vamos chegar ao final do ano sem ter mais esse problema que causa tanta angústia e tristeza nas famílias dos goianos”, declarou o governador Ronaldo Caiado ao lamentar os mais de 19 mil óbitos registrados no Estado.
 
A expectativa de Caiado é que a cobertura vacinal alcance as pessoas com 18 anos de idade até setembro. De acordo com a SES, há municípios que já imunizaram pessoas com idade de 28 anos na aplicação de vacinas. Locais como Aparecida de Goiânia vacinam a partir de 43 anos, Goiânia, Anápolis e Rio Verde estão em 45 anos, Itumbiara e Catalão em 47 anos. 
 
Entre os municípios com mais de 100 mil habitantes no Estado, Catalão lidera com um registro de aplicação de 96,76% das doses já recebidas. Em segundo lugar está Anápolis com 96,53%, seguido por Itumbiara (94,42%), Jataí (94,39%), Rio Verde (92,67%), Goiânia (91,73%), Trindade (90,79%), Aparecida de Goiânia (88,84%), Formosa (87,81%) e Luziânia (83,94%). Os dados foram divulgados às 10h de quarta-feira (30/06) pela SES, com informações repassadas pelas secretarias municipais de saúde. 
 
“Como essa remessa será destinada para aplicação da primeira dose, vamos avançar ainda mais com a campanha pelas cidades goianas. Mas a população deve ficar atenta e voltar aos postos para receber o reforço dentro da data preconizada e informada no cartão de vacinação", pontuou o secretário de Estado da Saúde, Ismael Alexandrino.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp