27/08/2021 às 07h05min - Atualizada em 27/08/2021 às 07h05min

Covid-19: Goiás ultrapassa meio milhão de doses recebidas durante a semana

Lotes são da CoronaVac e Pfizer

A Redação
HEGON CORRÊA
Com remessa dupla de vacinas contra a covid-19 recebidas nesta quinta-feira (26/8) Goiás ultrapassa meio milhão de imunizantes enviados pelo Ministério da Saúde (MS) durante a semana. Pela manhã chegaram ao Estado 144.400 doses da CorovaVac, do Instituto Butantan. Já à noite foram 102.960 da Comirnaty, do laboratório Pfizer.

Conforme o Governo de Goiás, os imunizantes serão destinados para aplicação de primeira dose e reforço por faixa etária, além da aplicação extra em idosos que vivem em abrigos e asilos, a partir da próxima semana, conforme anúncio feito pelo governador Ronaldo Caiado.“É preciso que as pessoas acreditem que só tem uma condição para se proteger, que é a vacina. A Covid-19 atinge o coração, o cérebro, gera um comprometimento sistêmico. Não podemos baixar a guarda”, afirma o governador.
 
Nos últimos dias, Goiás já soma 515.790 doses recebidas. No último domingo (22/08), 72.300 imunizantes CoronaVac foram entregues. Na segunda-feira (23/08), mais 74.880 doses da Comirnaty. No dia seguinte (24/08), 121.250 unidades da vacina AstraZeneca, produzidas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), vieram para acelerar o cumprimento da meta estabelecida pelo Executivo estadual de imunizar todos os adultos com a primeira dose até setembro.
 
Planejamento e reforço
A utilização das vacinas que chegaram nesta quinta-feira deve ocorrer da seguinte forma: dos imunobiológicos CoronaVac, metade irá para primeira aplicação e a outra para a segunda. As vacinas Comirnaty, da Pfizer, terão parte destinada para a primeira dose, outro montante para segunda e ainda uma parte para dar início à aplicação extra, começando por idosos institucionalizados que, atualmente, vivem em abrigos ou asilos e que foram vacinados com CoronaVac. De acordo com dados da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), cerca de 24 mil pessoas se enquadram nesta categoria.
 
O grupo foi escolhido como prioritário por conta de um crescimento nos registros de casos e mortes em instituições de permanência. Nos últimos meses, 19 idosos morreram em asilos goianos em decorrência de complicações da Covid-19. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já autorizou a dose de reforço, que será aplicada por equipes que se deslocarão até os espaços a partir da próxima semana.
 
“Vamos até essas pessoas para vaciná-las nos locais em que residem, garantindo que esse público seja contemplado em sua totalidade”, pontuou o secretário de Estado da Saúde, Ismael Alexandrino. A intenção do governo estadual é de, a seguir, utilizar os imunizantes da Pfizer na aplicação da dose extra por faixa etária decrescente em idosos e imunossuprimidos.
 
Conforme estabelecido na Resolução da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), as doses recebidas poderão ser utilizadas, em sua totalidade, na vacinação por faixa etária, em ordem decrescente. Idosos, trabalhadores da saúde, trabalhadores da educação ou portadores de comorbidades que ainda não se vacinaram, por algum motivo, terão prioridade, independentemente da idade atendida no momento.
 
Balanço
Sobre a quantidade de imunobiológicos recebidos, o Estado contabiliza agora, segundo dados da SES-GO, 7.388.500 doses, sendo 2.446.840 da CoronaVac, 3.103.740 da AstraZeneca, 1.685.970 da Pfizer e 151.950 da Janssen.
 
Goiás já aplicou 3.959.506 vacinas como primeira dose, valor correspondente a 70,83% da população com mais de 15 anos de idade no Estado. Com a segunda dose ou com a vacina em dose única do laboratório Janssen, que completam o esquema de imunização, foram atendidas 1.654.913 pessoas, totalizando 29,61% entre os habitantes.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp