23/09/2021 às 10h16min - Atualizada em 23/09/2021 às 10h16min

Ministério da Saúde recua e libera vacinação para adolescentes

“Valeu a pena manter a posição”, avalia Ismael

A Redação
SES-GO
O Ministério da Saúde (MS) publicou Nota Técnica na noite desta quarta-feira (22/9) revogando as notas anteriores e permitindo que adolescentes de 12 a 17 anos sejam vacinados contra a covid-19.
 
O anúncio de que o MS voltaria atrás já havia sido feito mais cedo durante uma coletiva de imprensa. Segundo a pasta, os benefícios da vacinação são maiores do que os eventuais riscos de reações adversas.
 
Durante o impasse, vários governadores e prefeitos se opuseram à diretiva do ministério e seguiram com a vacinação. Este foi o caso de Goiás e de Goiânia. A capital já vai começar a imunizar a faixa de 15 anos nesta quinta-feira (23/9).
 
“Valeu a pena manter a posição firme”, avalia Ismael Alexandrino, titular da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) ao jornal A Redação. “Foi correto e sensato voltar atrás na decisão. A vacinação de adolescentes precisa continuar”.

O secretário destaca que, em Goiás, nada muda no cenário, já que a vacinação de adolescentes não parou. "Mas [a revogação] é importante, pois corrige uma posição que havia se distanciado da melhor orientação técnica e dá segurança à população", conclui.
 
Confira aqui a Nota Técnica do Ministério da Saúde.

Imunizantes

Ainda segundo Alexandrino, a imunização dos adolescentes deve continuar apenas com imunizantes da Pfizer. Ao jornal A Redação, ele revelou que a Astrazeneca está sob análise pra aplicação em adolescentes. "Mas ainda está sem definição", relata.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp