26/11/2021 às 12h09min - Atualizada em 26/11/2021 às 12h09min

"Existe grande chance" de não ter carnaval aberto em Goiás, diz secretário

Evento pode ocorrer em locais específicos

A Redação
IRON BRAZ/SES-GO
 
O carnaval de 2022 pode não ser realizado em locais abertos em Goiás. É o que avalia, por enquanto, o secretário de Estado da Saúde (SES-GO), Ismael Alexandrino, em entrevista ao jornal A Redação na manhã desta sexta-feira (26/11). "Carnaval aberto existe grande chance de não ter. É provável que exista em locais específicos, controlados, com exigência de duas doses de vacina", afirma o titular da SES-GO.

Entre as restrições que podem ser adotadas, não só em Goiás, mas em todo o País, estão a exigência do comprovante do recebimento das duas doses da vacina contra a covid-19 para ir a eventos, festas, jogos e locais fechados, inclusive no carnaval. O assunto está em discussão no Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), entidade na qual Ismael Alexandrino é vice-presidente.

Uma das medidas que podem ser recomendadas é a exigência da comprovação do ciclo vacinal completo para desembarcar no País. "Existe também a possiblidade de que nós do Conass provavelmente recomendemos ao Ministério da Saúde e à Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária] a exigência da vacinação completa para entrar no Brasil." 
 
Segunda dose da Janssen
O Ministério da Saúde reforçou na quinta-feira (25/11) a autorização para que seja aplicada a segunda e a dose de reforço para quem tomou a vacina Janssen contra a covid-19 no Brasil. Mas a pasta federal ainda não enviou os imunizantes aos Estados.

Questionado pelo AR quando deve chegar a nova remessa do imunizante fabricado pela Johnson & Johnson, Ismael Alexandrino afirmou que ainda não foi definido quando as doses estarão disponíveis nos postos de vacinação. "O Ministério da Saúde ainda não nos deu previsão", pontuou o secretário.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp