26/11/2021 às 15h39min - Atualizada em 26/11/2021 às 15h39min

Pfizer/BioNTech testa vacina contra nova variante do coronavírus

Laboratório espera ter primeiros resultados dentro de duas semanas

Mais Goiás
Alejandra De Lucca V. / Minsal

O laboratório alemão BioNTech, sócio da Pfizer, espera ter no mais tardar em duas semanas os primeiros resultados dos estudos que determinarão se a nova variante de Covid-19 detectada na África do Sul é capaz de escapar da proteção da vacina.

“Iniciamos de maneira imediata estudos sobre a variante B.1.1.529, que difere claramente das variantes já conhecidas porque tem mutações adicionais na proteína spike característica do vírus Sars-CoV-2”, afirmou um porta-voz do laboratório à AFP.

“Pfizer e BioNTech se prepararam há vários meses para ajustar sua vacina em menos de seis semanas e entregar as primeiras doses em 100 dias no caso de uma variante resistente”, completou.

A nova variante apresenta 50 mutações no total e mais de 30 na proteína S, as mais preocupantes, porque é a partir dela que são produzidas as vacinas.

Até então, não há pesquisas suficientes sobre como a variante atua nem como reage às vacinas e anticorpos de quem desenvolveu imunidade natural. Segundo a OMS, pode levar algumas semanas até que se entenda melhor o impacto dela.

No entanto, alguns dados preliminares apontam que a variante aumentou rapidamente na província de Gauteng, a mais populosa da África do Sul, e já pode estar presente nas outras oito províncias do país.

A realização de testes, como este planejado pela BioNTech, para determinar se os imunizantes atuais funcionam contra novas variantes já aconteceu anteriormente.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp