21/01/2022 às 10h29min - Atualizada em 21/01/2022 às 10h29min

Goiás é 1º Estado a retornar aulas totalmente presenciais no Brasil

Escolas devem seguir medidas sanitárias

A Redação
Governo de Goiás
O Governo de Goiás é o 1º Estado a retornar aulas totalmente presenciais do País. Após mais de um ano em ensino remoto, mais de 466 mil alunos distribuídos na rede pública estadual voltaram para à sala de aula na quarta-feira (19/1). Conforme Secretaria de Estado da Educação (Seduc),  foram encaminhados às instituições de ensino, máquinas pulverizadoras e termômetros para aferição de temperatura de alunos, professores e servidores administrativos.
 
As medidas de prevenção adotadas pelo Governo do Estado para promover o retorno seguro, além do fato de que a rede estadual de Goiás foram destaque em reportagens veiculadas nas edições do Jornal Nacional e Jornal Hoje, da Rede Globo, de quarta-feira (19). Os telejornais também apontaram o alto índice de vacinação contra a covid-19 entre estudantes e servidores da Seduc. Cerca de 72% dos adolescentes entre 11 e 17 anos receberam pelo menos a primeira dose. Mais de 92% dos servidores estão com o esquema vacinal completo.
 
O governador Ronaldo Caiado reformou escolas, que disponibiliza laboratórios móveis de informática. Além disso, forneceu conjuntos de uniforme, mochilas, tênis, kit escolar e entrega Chromebooks. O programa Bolsa Estudo destina R$ 100 mensais a todos os alunos matriculados nas três séries do Ensino Médio da rede estadual. O objetivo é reduzir as taxas de evasão escolar. Valor investido em merenda escolar é triplicado, a partir deste ano.
 
“É importante que os pais mandem seus filhos para as escolas porque, a partir de agora, as aulas serão 100% presenciais e não haverá mais ensino remoto”, alertou a secretária Fátima Gavioli. 
 
Para a titular da Seduc, todas as evidências mostram que a escola é um lugar seguro. Soma-se a isso o saldo positivo dos últimos seis meses, com o ensino híbrido, período no qual as crianças tiveram um comportamento exemplar na escola e nas salas de aula. “O momento é de cautela, como sempre foi. Mas eu confio no trabalho de conscientização e de informação que nós fizemos”, frisou.
 
De acordo com Fátima Gavioli, no retorno presencial às salas de aula, as equipes escolares e os estudantes deverão continuar cumprindo rigorosamente os protocolos de biossegurança e as normas definidas pelos órgãos de saúde em relação à Covid-19.
 
Dentre as orientações estão o uso obrigatório de máscara durante todo o período de permanência na instituição de ensino, lavagem constante das mãos e uso de álcool em gel. Todas as unidades escolares da rede pública estadual também receberam equipamentos de aferição de temperatura.
 
Calendário Escolar
Conforme prevê o Calendário Escolar 2022, aprovado pelo Conselho Estadual de Educação (CEE), as aulas do primeiro semestre letivo tiveram início no dia 19 de janeiro e prosseguem até o dia 30 de junho. As aulas do segundo semestre começam no dia 2 de agosto e se encerram em 20 de dezembro.
 
Ao todo, serão 202 dias letivos. Esse quantitativo atende à Resolução nº 8, do CEE, que determina o mínimo de 200 dias letivos e 800 horas de efetivo trabalho escolar, assegurados aos docentes os 30 dias de férias no mês de julho.
 
Das 1.012 unidades escolares de Ensino Fundamental e Médio da rede estadual de educação em 2022, 615 são de tempo regular, 263 ofertam tempo integral, 61 são militares, 60 conveniadas, 10 quilombolas e três indígenas.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp