Catalão Online Notícias Publicidade 1200x300
02/03/2022 às 17h35min - Atualizada em 02/03/2022 às 17h35min

Impacto da guerra: preço dos fertilizantes sobe pelo menos 15% em Goiás

País importa produto da Rússia

A Redação

Catalão Online Notícias Publicidade 790x90

Governo Federal
Muito além de mortes e destruição, a invasão da Rússia à Ucrânia tem provocado uma série de impactos econômicos ao redor do mundo. No Brasil, que tem a maior parte de seus fertilizantes importados dos russos, a expectativa é de aumento dos preços do produto. Em entrevista ao jornal A Redação, o coordenador do Instituto para o Fortalecimento da Agropecuária de Goiás (Ifag), Leonardo Machado, confirmou que os valores dos fertilizantes vão subir e que uma nova cotação dos preços deverá ser divulgada pelo Instituto. "Uma empresa sinalizou que o aumento no valor dos fertilizantes foi de 15% até agora", disse o coordenador.

Segundo Machado, o reflexo nos valores também é fruto das mudanças cambiais. "A tendência cambial passou por uma reversão nas últimas semanas. A tendência era de baixa e, agora, passou para uma alta no câmbio - o que pressiona o preço dos fertilizantes. Com certeza, esse quadro é agravado pelo fato da Rússia e Bielorrúsia serem grandes exportadores de fertilizantes principalmente para o Brasil", avalia o coordenador do Ifag. "De fato, todo esse aumento também é reflexo da guerra entre Rússia e Ucrânia."

No comércio, a guerra avaliada como "trágico erro dos seres humanos" pelo proprietário da 3Rbio, José Rodrigues, é vista como fator decisivo para alta nos valores de fertilizantes. "Na última semana, quando começou a invasão à Ucrânia, tentei entrar em contato com uma empresa que importa o produto da Rússia, para reabastecer o estoque da 3Rbio, e eles informaram que a venda de fertilizantes está suspensa", relatou ao jornal A Redação. Segundo Rodrigues, não foi dada qualquer previsão relacionada à divulgação dos novos valores, e os pedidos estão paralisados.

AR também entrou em contato com a Araguaia Produtos Agropecuários, de Goiânia, que confirmou reajuste nos valores de fertilizantes. Desde a última semana, segundo a empresa, alguns produtos tiveram aumento nos preços, como relatou um atendente. Outros itens, no entanto, estão com a venda suspensa devido ao desabastecimento do mercado. De acordo com o que foi relatado ao jornal pela loja, a guerra entre Rússia e Ucrânia é um fator que dificulta a importação dos produtos, muitos destes com venda paralisada.

De acordo com números do levantamento Comex Stat de 2021, feito pelo Ministério da Economia, quase 23% dos adubos ou fertilizantes importados pelo Brasil vieram da Rússia. Os brasileiros, mesmo sendo exportadores de destaques quando se fala em commodities agrícolas, são dependentes de importações para os dois produtos citados. Os agricultores utilizam os fertilizantes para intensificar a produtividade do solo.
 

Link
Tags »
Comentários »
Catalão Online Notícias Publicidade 1200x300
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp