25/04/2022 às 17h31min - Atualizada em 25/04/2022 às 17h31min

Homem é preso pela PCGO após matar a ex e tentar incriminar seu atual namorado, em Cristalina

PCGO
PCGO
 

O Grupo Especial de Repressão a Drogas (Genarc) e o Grupo de Repressão a Crimes contra o Patrimônio (Gepatri) de Cristalina deram cumprimento, na última sexta-feira (22/4), a mandado de prisão preventiva contra um indivíduo suspeito de praticar o crime de feminicídio contra a vítima, a qual foi encontrada morta por familiares, dentro da própria residência, cujo corpo já em estado de decomposição avançada. Também foi cumprido mandado de busca e apreensão domiciliar, no bojo da Operação Amor Maldito.

Em uma primeira análise, houve suspeita de morte natural. Iniciada a investigação, a Polícia Civil colheu as oitivas dos parentes e do autor, bem como realizou a análise em mais de 384 horas de vídeos. A PCGO constatou inconsistência nas declarações prestadas pelo ex-marido, o qual tentou induzir as investigações em direção ao então atual namorado da vítima, porém, através de imagens e de outras informações, foi possível inferir que o ex teria matado a vítima no dia 16 de março deste ano.

No decorrer das investigações, ficou provado que autor teria entrado com a vítima na residência e, supostamente após matá-la, teria ido embora. Porém, antes de sair do local, trancou o portão e retornou somente no dia seguinte para buscar alguns pertences. Ao sair da residência, trancou o portão novamente, quando a vítima já estaria morta dentro de casa.

O autor chegou a mandar mensagem do celular da vítima para familiares como se fosse ela, que estaria avisando os familiares sobre uma suposta viajem com atual namorado, isso com intuito de acalmar familiares sobre seu sumiço. No ato da prisão, foram encontrados, na carteira do investigado, dois cartões bancários e a anotação das senhas das contas bancárias da vítima.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp