20/06/2022 às 13h48min - Atualizada em 20/06/2022 às 13h48min

Turista é preso após chamar segurança de ‘preto safado’ em Caldas Novas

O suspeito é morador do Distrito Federal e pagou fiança após ser detido

Mais Goiás
Reprodução - PC

Polícia Civil prendeu em flagrante um turista suspeito de chamar um segurança de ‘preto safado’, na cidade de Caldas Novas, no Sul de Goiás. O crime de injúria racial e a prisão do homem aconteceram neste final de semana. O suspeito é morador do Distrito Federal e tem 23 anos. Ele pagou fiança e voltou à liberdade horas após ter sido detido.

De acordo com as investigações, o turista estava em uma boate na cidade goiana, onde a vítima trabalha como segurança. Na ocasião, o suspeito ingeriu bebidas alcóolicas, mas perdeu sua comanda e decidiu que iria deixar o estabelecimento sem pagar a conta.

Quando o turista tentava sair da boate sem pagar, acabou sendo impedido pelo segurança. Neste momento, o suspeito chamou a vítima de “preto safado” por quatro vezes, ofendendo o profissional da casa noturna na presença de testemunhas.

A polícia foi acionada e prendeu o turista. Durante o interrogatório, ele optou por permanecer em silêncio. Por fim, pagou fiança arbitrada no valor de R$ 4.848,00, ou seja, quatro salários mínimos e responderá ao processo em liberdade.

O crime de injúria está previsto no artigo 140 do Código Penal brasileiro. A pena é de reclusão de um a três anos e multa. Vale citar que o Senado aprovou em 18 de maio um projeto de lei que equipara o crime de injúria racial ao de racismo, tornando-o imprescritível e inafiançável. O texto será ainda apreciado na Câmara dos Deputados.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp