Catalão Online Notícias Publicidade 1200x300
25/09/2022 às 08h19min - Atualizada em 25/09/2022 às 08h19min

Enel Distribuição Goiás é vendida para empresa Equatorial por quase R$ 1,6 bilhão

De acordo com o governador Ronaldo Caiado, a venda está ligada ao fato da Enel não prestar um serviço de qualidade no estado.

Dia Online
Divulgação

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, informou na manhã desta sexta-feira (23/9), que a Enel foi vendida para a Empresa Equatorial Energia, uma holding brasileira que opera atualmente na distribuição de energia com 6 concessionárias, nos estados do Maranhão, Pará, Piauí, Alagoas, Rio Grande do Sul e Amapá.

A negociação foi finalizada nesta madrugada, em um movimento da Enel para evitar a caducidade (cancelamento) do contrato em razão do descumprimento, pelo segundo ano consecutivo, das metas de melhoria dos serviços acordadas com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A negociação foi no valor de R$ 1.575 bilhão.

“Conforme nós garantimos que aconteceria ainda este ano, a Enel foi vendida, minha gente. Agora, vamos acompanhar de perto a transição e a prestação dos serviços da nova empresa. Com a chegada da Equatorial, damos um passo fundamental para superar nosso problema de distribuição de energia elétrica de qualidade e vamos colocar nossa economia para voar ainda mais alto.”, escreveu Caiado nas redes sociais.

De acordo com o governador, a venda está ligada ao fato da Enel não prestar um serviço de qualidade no estado. Ele ainda afirma que a negociação de venda da Celg para Enel foi feita de forma ‘fraudulenta’.

A Enel comprou a Celg Distribuição (Celg-D) em 2016 por R$ 2,2 bilhões, cabendo a Goiás cerca de R$ 1,1 bilhão ou R$ 800 milhões líquidos, porém deixando um passivo de R$ 12 bilhões ao Tesouro Estadual.

Enel é vendida para empresa Equatorial

De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a Enel é a terceira pior empresa de distribuição de energia no país. Já a Equatorial ocupa a penúltima posição no ranking.

Em comunicado, a Equatorial afirma que vai assumir a dívida de R$ 5,7 bilhões em empréstimos já existentes da Enel, pagando assim apenas o restante do valor negociado, de cerca de R$ 1 bilhão de 575 mil.

“Com a operação, a companhia diversifica a sua atuação no segmento de distribuição de energia para mais uma região geográfica, demonstra o seu olhar único para a identificação de oportunidades, pautado pela disciplina financeira na alocação de capital, e reforça seu papel consolidador no segmento de distribuição, ampliando as oportunidades de geração de valor como player integrado no setor de energia e adicionando mais de 3,3 milhões de clientes à nossa base”.


Link
Comentários »
Catalão Online Notícias Publicidade 1200x300
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp