21/11/2022 às 11h34min - Atualizada em 21/11/2022 às 11h34min

“Extrapolei”: padrasto mata enteado de 2 anos por chorar com saudade da mãe, em Rio Verde

Suspeito revelou ter arremessado a criança contra um colchão repetidas vezes. Homem afirmou que queria dormir e se irritou com o choro

Máis Goias
Polícia Militar

Um homem foi preso suspeito de espancar o enteado de apenas 2 anos até a morte por ele chorar ao sentir falta da mãe, em Rio Verde, região Sudoeste de Goiás. O crime aconteceu na tarde de domingo (20). O suspeito confessou a agressão e foi encaminhado para a delegacia pelo crime de homicídio. “Extrapolei”, afirmou o padrasto em um vídeo em que demonstrou a policiais como agrediu a criança.

A investigação começou após a criança dar entrada no hospital infantil da cidade com graves lesões e sinais de espancamento. A equipe médica desconfiou da situação e acionou a Polícia Militar, que colheu o relato do padrasto do menino.

Durante a entrevista, o homem entrou em contradição ao falar como a criança havia se machucado e acabou confessando ter jogado a criança contra um colchão repetidas vezes. Disse ainda que ficou irritado porque queria dormir, mas a criança chorava pela casa enquanto procurava pela mãe, que havia saído para trabalhar.

 

A polícia também entrevistou uma babá do menino que afirmou que percebia lesões com frequência no corpo da vítima e via que a criança tinha medo do padrasto.

Reconstituição com urso de pelúcia

Com um urso de pelúcia, o suspeito mostrou aos policiais como jogou a criança contra o colchão, a reconstituição informal foi gravada. No vídeo, ele aponta que a criança sentiu os impactos enquanto demonstrava com o urso de brinquedo: acho que extrapolei. O vídeo não será exibido.

Diante dos fatos, o suspeito foi encaminhado para a delegacia da cidade e preso pelo crime de homicídio.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp