29/03/2023 às 10h27min - Atualizada em 29/03/2023 às 10h27min

OMS altera recomendação de vacinas contra covid-19

Grupos com maior risco continuam prioritários

A Redação

SMS
A Organização Mundial da Saúde (OMS) alterou as recomendações para a vacinação contra a covid-19 após uma reunião do Grupo Consultivo Estratégico de Especialistas em Imunização (SAGE). A sugestão agora é que o reforço para grupos de maior risco e idade avançada seja feito entre 6 e 12 meses após aplicação da última vacina. Por outro lado, crianças e adolescentes saudáveis são listados como grupo de baixa prioridade.

O SAGE revisou o roteiro para priorizar o uso de vacinas considerando o impacto da variante ômicron e a alta imunidade da população devido à infecção e vacinação. No total, três grupos foram definidos pela OMS: alto, médio e baixo. Apesar disso, afirmou que os países devem considerar contextos específicos para definir estratégias. “Os países devem considerar seu contexto específico ao decidir se devem continuar vacinando grupos de baixo risco, como crianças e adolescentes saudáveis, sem comprometer as vacinas de rotina que são tão cruciais para a saúde e o bem-estar dessa faixa etária”, afirmou a presidente do SAGE, Dra. Hanna Nohynek.


Os grupos prioritários são baseados principalmente no risco de doença grave e morte e consideram o desempenho da vacina, custo-efetividade, fatores programáticos e aceitação da comunidade.

Os grupos
O grupo de alta prioridade inclui adultos mais velhos; adultos mais jovens com comorbidades significativas (por exemplo, diabetes e doenças cardíacas); pessoas com condições imunocomprometidas (por exemplo, pessoas vivendo com HIV e receptores de transplante), incluindo crianças com 6 meses ou mais; pessoas grávidas; e profissionais de saúde da linha de frente.

Para o grupo de alta prioridade, o SAGE recomenda um reforço adicional de 6 ou 12 meses após a última dose, com o prazo dependendo de fatores como idade e condições de imunocomprometimento.

O grupo de média prioridade inclui adultos saudáveis – geralmente com menos de 50-60 anos – sem comorbidades e crianças e adolescentes com comorbidades. O SAGE recomenda a série primária e as primeiras doses de reforço para o grupo de média prioridade. Embora reforços adicionais sejam seguros para este grupo, o SAGE não os recomenda rotineiramente, dados os retornos de saúde pública comparativamente baixos.

O grupo de baixa prioridade inclui crianças e adolescentes saudáveis ??de 6 meses a 17 anos. Doses primárias e de reforço são seguras e eficazes em crianças e adolescentes. No entanto, considerando a baixa carga da doença, o SAGE sugere que os países que consideram a vacinação dessa faixa etária baseiem suas decisões em fatores contextuais, como carga da doença, custo-efetividade e outras prioridades. (Com informações da OMS)

Link
Tags »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp