05/09/2023 às 18h00min - Atualizada em 05/09/2023 às 18h00min

120 escolas goianas terão obras retomadas com Pacto Nacional da 1ª Infância

Governo de Goiás e MEC firmaram parceria

A Redação

CAMILO SANTANA
O ministro da Educação, Camilo Santana, e o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, formalizaram na manhã desta terça-feira (5/9) a adesão do Estado aos programas do governo federal: Pacto Nacional pela Retomada de Obras da Educação Básica, Compromisso Nacional Criança Alfabetizada e Escola em Tempo Integral. O foco das iniciativas é evitar a evasão escolar em todo o País. O evento que formalizou a parceria em Goiás ocorreu na Assembleia Legislativa, em Goiânia.
 

De acordo com Camilo Santana, 120 obras em escolas em Goiás, incluindo estaduais e municipais, serão retomadas por meio de programa do governo federal. Para as reformas das creches e escolas de gestão dos municípios, as prefeituras devem aderir à iniciativa até o dia 10 deste mês, conforme apontado pelo ministro da Educação. Ao todo, serão destinados R$103 milhões, caso todas as cidades goianas integrem o programa "Retomada de Obras da Educação Básica".
 
Outro pilar da iniciativa do governo federal em parceria com o governo estadual é concentrado em maior esfera na educação infantil. Neste cenário, trata-se da alfabetização das crianças até a 5ª série do ensino fundamental, com incentivos ao ler e escrever. "É um programa nacional que respeita a autonomia dos governadores e prefeitos, mas que busca garantir a formação e avaliação destes estudantes. O foco é recompor a educação básica prejudicada na pandemia. Antes do cenário pandêmico, os dados mostram que crianças até a 5ª série não aprendiam a ler, este número subiu para 61", disse Camilo Santana durante visita à capital goiana.
 
Por fim, o programa trata também da escola em tempo integral, que, segundo o ministro, é uma oportunidade de promover capacitação e atividades complementares para as crianças e os jovens. Além disso, a iniciativa busca reduzir a evasão escolar no país. No Brasil, segundo o ministro, 13,1% dos estudantes saíram das unidades de ensino nos últimos anos. "O governo federal vai disponibilizar R$ 4 bilhões por ano para apoiar estados e municípios a ampliar em tempo integral desde creche até o ensino médio. Até 2024, 25% das matrículas da educação básica serão neste formato de ensino, uma meta do plano nacional de educação", finalizou. Na ocasião, Camilo Santana elogiou a educação goiana e citou que 76% das escolas no Estado já adotam este formato de ensino.
 
Para o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, o momento é de unir esforços com o objetivo de resgatar a oportunidade de crianças e adolescentes de Goiás terem acesso ao ensino de qualidade. O chefe do Executivo goiano disse que sua gestão busca ampliar investimentos na Educação no Estado. "O ambiente escolar precisa ser um ambiente onde este aluno se sinta confortável e ao mesmo tempo seja estimulado a ir ao colégio, além de melhorias para que os professores e professoras tenham condições de alfabetizar nossos alunos", pontuou.
 
Atualmente, Goiás é o 2º Estado com melhor nota no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). "A Educação no Estado passa a ser referência nacional. A população goiana será outra diante deste novo modelo, com apoio do governo federal ao ensino médio, à alfabetização e colégios em tempo integral", arrematou Caiado.

Link
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp